Em 2015, a Luta pela Paz começou um novo programa em Kingston, Jamaica, que reúne uma rede de organizações de base comunitária (OBCs) e stakeholders de diferentes setores para apoiar programas de redução da violência juvenil em comunidades-chave. O programa utiliza uma abordagem de impacto coletivo para aplicar em escala a Metodologia dos Cinco Pilares da Luta pela Paz. Clique aqui para ver o mapeamento das onze OBCs da Luta pela Paz da Jamaica.

 

 

Ao longo de três anos, uma série de projetos serão concebidos com base nos Cinco Pilares da Luta pela Paz e envolverá mais parceiros de diversos setores com o passar do tempo. A equipe de Luta pela Paz na Jamaica atuará como a organização principal.

O programa está aberto a todos os jovens, com idades entre 7 e 29 anos, que moram em comunidades afetadas pelo crime e a violência, mas dá foco aos jovens que estão mais diretamente envolvidos com ela.

Todas as parcerias e atividades desenvolvidas no programa da Luta pela Paz da Jamaica estão alinhadas a uma agenda compartilhada, que utiliza métricas compartilhadas e são baseadas em uma Teoria da Mudança compartilhada.

Luta pela Paz Jamaica

A Luta pela Paz tem atuado na Jamaica desde 2014, quando onze parceiros foram selecionados para participar do Global Alumni Program (GAP). Estes parceiros foram selecionados de acordo com o seu acesso aos jovens envolvidos ou afetados pela violência, o seu empenho em adaptar o modelo de esporte para o desenvolvimento da Luta pela Paz para o contexto jamaicano e a sua vontade de colaborar para aumentar a sua eficácia e sustentabilidade. Todos os parceiros foram treinados na Metodologia da Academia Luta pela Paz do Rio e passaram por um ano de consultoria em capacitação. Essas organizações mantiveram contato e ficaram conhecidas como A Aliança da Luta pela Paz da Jamaica e tem criado atividades colaborativas em seus programas.