Uma conversa sobre a redução do crime em Londres

02/03/2018 – Roy Ile é um defensor ativo da mudança em sua comunidade local, além de ser membro da Academia Luta pela Paz em Londres. Ele pretende ajudar a encontrar soluções para as altas taxas de criminalidade no leste de Londres – recentemente ajudou a coordenar uma conferência multissetorial a respeito. Aqui, Roy nos fala sobre os seus papéis de liderança dentro e fora da Luta pela Paz e dá sua opinião sobre a redução do crime e da violência na comunidade:

Eu passei a minha vida inteira no leste de Londres e estudo numa escola em Beckton. Comecei a frequentar a Luta pela Paz no final de 2016. Eu estava interessado em fazer kickboxing e um amigo disse que a Luta pela paz era um ótimo lugar, então eu vim experimentar. Desde que cheguei aqui, as pessoas têm sido muito amigáveis e a Luta pela Paz oferece várias oportunidades. Eu também comecei a ficar em forma, aqui é um ótimo lugar – e é por isso que eu estou sempre na área.

Agora eu espero conseguir fazer parte do Conselho Jovem, que representa a Luta pela Paz e seus membros, e de certa forma trabalha para tentar fazer a comunidade local um lugar melhor para se viver. O bairro de Newham é considerado às vezes como um dos piores lugares para se morar, o que não é bom porque nós adoramos Newham e queremos que ele se torne um lugar melhor. Eu acho que essa parte de Londres é menosprezada; há muita coisa para se fazer embora haja coisas que possam desanimar as pessoas, como os alto níveis de criminalidade.

Além de ser um membro da Luta pela Paz, eu também estou envolvido com Movimentos de Jovens na Beckton Globe Youth Centre, e o nosso foco é apresentar algumas iniciativas que ajudem a melhorar nossas comunidades locais. Acho importante que os jovens tenham opinião sobre onde eles moram. Nós nos encontramos regularmente, organizamos eventos e mais recentemente nós realizamos uma conferência com o objetivo de reduzir as taxas de criminalidade em Newham.

Essa questão foi levantada porque crimes cometidos com facas e armas e ataques com ácido têm aumentado e nós queríamos ajudar a diminuir isso. Depois de meses de planejamento, nós realizamos uma conferência na University of East London e reunimos muitas pessoas diferentes; grupos de jovens, adultos, o conselho e a polícia. Fizemos vários workshops diferentes, o que foi muito bom. Eu estive em alguns deles e foi ótimo ver os jovens e os adultos falando sobre Newham e sobre como melhorá-lo – esse era o nosso objetivo.

Em uma oficina as pessoas encenaram histórias reais que ouviram e os participantes acharam muito inspirador. Houve também debates sobre como transformar Newham em um lugar melhor, discussões sobre os perigos e folhetos sobre como denunciar um crime anonimamente e como se distanciar de atividades criminosas.

Morar em uma área afetada por altos índices de criminalidade afeta todos nós. Como somos jovens, nossos pais têm medo de nos deixar sair sozinhos e ficar fora de casa até tarde, e de certa forma isso afeta a nossa liberdade. Quando você ouve histórias de crimes que acontecem na nossa área, também é assustador. Eu conheço pessoas que não dirigem com a janela do carro aberta porque elas têm medo de serem vítimas de assaltantes.

A criminalidade em Newham precisa acabar. Eu acho que o problema é que várias pessoas têm medo e isso faz elas carregarem armas. Eu também acho que se todo mundo – adultos, adolescentes e a polícia – se entendesse, a situação seria melhor. Há muito desentendimento entre os grupos e isso foi um ponto ótimo na conferência, todos se juntaram. Eu gosto de ver essa união.