A mudança começa hoje, a mudança começa com a gente

19/06/2017 – No dia 16 de junho, organizações e grupos de toda a África do Sul celebram o Dia da Juventude. O dia lembra a Revolta de Soweto, que foi uma série de protestos liderados por crianças de estudantes negros durante o período de apartheid da África do Sul.

Em 16 de junho de 1976, cerca de 20 mil alunos que estavam participando dos protestos foram de encontro com uma brutalidade terrível da polícia. Estima-se que até 700 crianças foram mortas. Em homenagem a esses acontecimentos, o Dia da Juventude passou a ser feriado na África do Sul.

Como parte do Cape Town Safer Communities Programme (Programa Comunidades Seguras da Cidade do Cabo), a Luta pela Paz está trabalhando em parceria com várias organizações comunitárias em uma área chamada Manenberg, que sofre com altos índices de violência entre gangues.

Trabalhando em conjunto com os parceiros locais, a Fight for Peace ajudou a organizar um grande evento para o Dia da Juventude, com a participação de cerca de 2.000 pessoas, que incluía esportes e jogos, música, palestras motivacionais, uma exposição de empregos e carreiras e até mesmo um show de cães. Quem abriu o evento foi Fatima Chohan, convidada pelo vice-ministro sul-africano de Assuntos Internos, que elogiou a comunidade por se unir para apresentar uma alternativa positiva às gangues e ao crime.

 Líder do Programa de Comunidades mais Seguras da Cidade do Cabo, Seth Reynolds explicou como o evento colaborativo surgiu: “Um dos nossos parceiros me perguntou se poderíamos apoiar um evento no Dia da Juventude para enfatizar uma jovem que foi baleada em um fogo cruzado entre gangues em um espaço público específico. A ideia era fazer uma declaração sobre a recuperação do espaço. Então, nós levamos isso para nossos outros parceiros e todos concordaram em trabalhar juntos em toda a comunidade para criar um evento que enviaria uma forte mensagem de que a comunidade está pegando esses espaços ocupados por gangues de volta e para celebrar todos os milhares de jovens da comunidade que escolhem um caminho diferente”. A líder da comunidade, Faldiela de Vries, do parceiro da Luta pela Paz Manenberg People’s Centre, confirmou a determinação da comunidade de se unir: “Este evento, que aconteceu em poucas semanas, mostra o que é possível quando a comunidade se junta por um objetivo comum,com todos desempenhado o seu papel”.

No início do evento, um dos jovens líderes do People’s Centre, Gershwin Essau, deu um discurso inspirador para os participantes, deixando uma mensagem profunda: “Por causa do sacrifício da juventude de 1976, temos a liberdade de nos reunir em eventos como esse. Agora nós enfrentamos outros desafios – drogas, gangues, pobreza. Mas decidi há quatro anos atrás, me juntar a este projeto porque não quero estar em uma gangue. Eu escolhi um caminho melhor. Nós, os jovens, somos o futuro de Manenberg. A mudança começa hoje. A mudança começa com a gente.”