Maré Unida 2.0 – um projeto em prol da paz

11/10/2017 – O projeto Maré Unida 2.0 foi criado pela Luta pela Paz e tem como objetivo romper os muros invisíveis que existem dentro da comunidade, fortalecendo e incentivando profissionais e projetos que trabalham em prol da paz utilizando o esporte como ferramenta de transformação dentro do Complexo da Maré.

Esse ano, após um processo seletivo de dois meses, três projetos que atendem crianças e jovens foram selecionados para participar do Maré Unida. O Recomeçar, do professor Jefferson Costa, oferece aulas de kickboxing e jiu-jitsu, e fica na Quadra do Gato de Bonsucesso, na Nova Holanda. O Projeto Todos por Um, do professor Wander, oferece aulas de muay thai e fica dentro da Associação de Moradores da Vila do Pinheiro. Atualmente, conquistou um novo espaço em parceria com o CIEP Gustavo Capanema. O terceiro projeto é o Relma Combat, do professor Adilson Júnior, oferece aulas de luta livre e fica na Marcílio Dias.

O Maré Unida 2.0 visa capacitar os projetos dentro da metodologia dos Cinco Pilares usada pela Luta pela Paz, ensinando sobre a importância da combinação da atividade esportiva com a educação, a empregabilidade, o suporte social e a liderança juvenil. “É importante que o professor reconheça que ele pode ser um educador esportivo, capaz de fazer muito mais pelo jovem, ensinando muito mais do que o esporte de luta, desenvolvendo o seu potencial como um todo”, explica Ana Caroline, coordenadora do projeto.

Durante um treinamento de seis meses, os projetos envolvidos recebem ajuda mensal para investir em material e infraestrutura e aprendem sobre desenvolvimento pessoal, elaboração de planos de aula, criação de um Conselho Jovem dentro da organização, planejamento financeiro de investimentos, entre outras atividades fundamentais para o crescimento do projeto. Além disso, há uma troca de experiências entre os alunos da Luta pela Paz e do projeto. A Academia da Luta pela Paz também disponibiliza uma equipe móvel para dar aulas de desenvolvimento pessoal e liderança juvenil.

Após o período de treinamento, os projetos continuam recebendo acompanhamento e ganham certificados, comprovando que eles estão aptos a desenvolver jovens através do esporte. No dia um de novembro será a formatura da primeira turma do projeto Maré Unida 2.0. Os alunos dos três projetos farão uma apresentação de luta no evento de Artes Marciais organizado pela Luta pela Paz dentro da Maré, que acontecerá dia dois de dezembro.