As “Lutadoras” da Luta pela Paz ganham prêmio na importante competição de design Beyond 2020 

28/01/2019 – Seis jovens integrantes do “Lutadoras”, programa da Luta pela Paz exclusivo para mulheres que ocorre na Academia de Londres, ganharam o maior prêmio da competição Beyond 2020, onde jovens são estimulados a criar projetos que proponham um ambiente próspero para a suas vida no futuro.

Este foi um grande incentivo à rotina normal das Lutadoras, uma vez que o programa já visa promover o desenvolvimento pessoal para além dos esportes de luta, aliando-os à workshops educacionais e acompanhamento de nossa equipe de suporte social – tudo conduzido por mulheres e em um ambiente exclusivo para elas. Assim, buscamos promover tanto uma mudança pessoal quanto social. As aulas de esportes de luta servem para o desenvolvimento da saúde física e mental, apoiando o crescimento da auto-estima e combatendo os estereótipos de gênero, enquanto discussões semanais e workshops são realizados buscando promover auto-confiança e o sentimento de solidariedade entre as atletas. Assim, a competição de design se integrou ao nosso programa como uma forma de desenvolver o trabalho em equipe e as habilidades de liderança, além de despertar a criatividade de nossas jovens.

Warriors_header_19.03.2018
A competição, promovida pela equipe “Beyond Boundaries” da HTA Design, em colaboração com a Seerbridge, teve como foco jovens entre 11 e 15 anos de idade. O objetivo de cada grupo de jovens era produzir um storyboard criativo, um protótipo digital e um modelo físico, feito em LEGO, do que imaginavam para o futuro.

O vencedor seria o grupo que planejasse uma área comunitária integrada, onde fossem priorizados o desenvolvimento sustentável e incluísse elementos como painéis captadores de energia solar, telhados verdes, onde se pudesse plantar uma horta orgânica, e piscinas de uso comum de água natural. A fim de criar o projeto final, as jovens Lutadoras da Luta pela Paz fizeram pesquisas relacionadas à moradia sustentável em sua comunidade e puderam pensar, de forma crítica, o que seria necessário e melhor apropriado para servir aos moradores locais.

LutadorasDesign_28.01.2019

“A competição envolveu pesquisa, criatividade e pensamento estratégico. Foi uma ótima oportunidade para nossa Lutadoras se conectarem ainda mais umas às outras e mostrarem todo o seu talento em trabalhar em equipe”, nos conta Katie-Wambui Kings, Líder em Engajamento Feminino na Academia de Londres da Luta pela Paz. “Este projeto criou muito trabalho extra às meninas envolvidas e, por isso mesmo, foi muito recompensador termos ganho esta competição. O sentimento de missão cumprida foi grande e o time ganhador realmente mereceu este reconhecimento por seu trabalho árduo”.