Levantadores de peso olímpico mostram que juntos são mais fortes

05/09/2017 – São 9h de uma manhã de sexta-feira e os levantadores de peso olímpico da Luta pela Paz Mohez e Jawany já estiveram na Academia por uma hora, aperfeiçoando suas técnicas, ficando mais fortes e dando apoio um ao outro; “Não paramos”, diz Jawany. Sob a orientação do treinador e atleta do Team GB, Mercy Brown, esses dois atletas recentemente conquistaram o segundo e o terceiro lugares em sua primeira competição.

O levantamento de peso olímpico foi introduzido na Academia de Londres da Luta pela Paz há cerca de 18 meses e Mohez ficou interessado pelo fato da disciplina fazer parte de seus estudos de força e condicionamento na universidade. Jawany estava intrigado com o fato desse esporte ser tão diferente dos outros que já tinha tentado e isso representava um desafio interessante para ele.

Como em todos os esportes praticados na Luta pela Paz, chegar ao nível de competição requer muita dedicação e motivação. Exige tempo, muito compromisso e aperfeiçoamento. “Eu sempre acho que posso melhorar. O levantamento me permite definir certas metas e treinar todos os dias até alcançá-las e, uma vez que faço isso, é uma mistura de alívio e satisfação”, explica Jawany. Esta noção de ter que se esforçar para melhorar é compartilhada por Mohez, que acredita que na vida é preciso seguir suas paixões e que, apesar de ter conquistado o segundo lugar em sua estreia competitiva, sente que “tem muito mais potencial a desenvolver.”

Não há dúvida de que o sucesso desses dois levantadores de peso tenha sido acelerado pela amizade e pelo desejo de motivar o outro mutuamente. “Ter alguém como Jawany como parceiro de treinamento é realmente inspirador, pois ele é uma das pessoas mais dedicadas que você pode conhecer”, diz Mohez, “nós nos gravamos para poder analisar nossa técnica e também ajudar a incentivar um ao outro ao máximo” Jawany também credita seu progresso ao apoio que o seu parceiro de treinamento o dá: “Eu sou melhor em certos aspectos e há certas coisas em que ele é melhor, dessa forma nós podemos sempre ajudar um ao outro com técnicas, levantamentos e mentalmente isso nos ajuda a melhorar, principalmente quando há dias difíceis e ele me ajuda a supera-los.” A solidariedade e o trabalho de equipe mostrada por esses atletas são inspiradores e simbolizam os valores da Luta pela Paz.

À medida que se preparam para suas próximas competições, não falta o impulso necessário para fazer melhorias e ambos estão focados em aprender mais sobre este esporte olímpico que é muito técnico. Como Mohez descreve, “meus próximos passos são continuar a crescer e aprender os prós e contras do esporte e espero conseguir mais medalhas”. A Academia de Londres está assistindo de perto enquanto estes levantadores continuam a evoluir.